ATIVAR360 realiza 1ª Conferência Internacional de Segurança em Indaiatuba


CEO Diego Coloma brinda o lançamento da ATIVAR360 SEGURANÇA E DEFESA durante o jantar de abertura

Evento de iniciativa privada apresentou protocolos internacionais que prometem mudar o cenário da segurança no país

Indaiatuba sediou na semana passada, de 13 a 18 de abril, a primeira edição da ATIVAR360- CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE SEGURANÇA MILITAR PRIVADA.


A abertura da Conferência foi realizada no sábado (13), no salão de eventos do Palm Plaza Tower Indaiatuba, com o jantar VISÃO360, que contou com a presença de autoridades e empresários da região interessados em conhecer novas propostas para lidar com a segurança em seus mais diversos campos de atuação.


Durante o evento, o idealizador Diego Coloma apresentou o convidado de honra Michael Clifford, CEO da IST-Academy, empresa homologada pela SIA que oferece treinamentos na Europa e agora no Brasil. “Michael foi meu mentor na Espanha, quando me tornei PPO. Essa foi umas das formações que mudou minha maneira de olhar para a segurança e trouxe a visão que motivou a criação desse evento”, lembra Coloma.


Na ocasião foi lançada também a agência ATIVAR360 SEGURANÇA E DEFESA.


Durante todo o evento participaram da formação policiais federais, policiais militares, profissionais de segurança privada e cidadãos com CR/CAC, representando todas as esferas que serão atendidas pela ATIVAR360 SEGURANÇA E DEFESA.





Curso Tiro Tático


No domingo (14), Michael Clifford e o instrutor Diego Coloma ministraram o Curso de Tiro Tático com Pistola, no Anvil Clube, em Campinas.


Com metodologia dinâmica e anos de experiência, a IST-Academy trouxe um curso com know how internacional que atende as necessidades da segurança militar privada e executiva em todo o mundo. A versão compacta do curso aplicado na Europa em duas etapas manteve o objetivo original de elevar o nível do atirador experiente colocando os participantes sob estresse ao criar cenários que exigiram o uso das habilidades ensinadas durante o programa.


“Como segurança pessoal, atuo no nível executivo, acompanhando o cliente e oferecendo toda segurança e suporte necessários. O curso foi ótimo e bem objetivo na proteção de executivos. Ele me proporcionou muito conhecimento e confiança para executar meu trabalho na proteção de dignitários. Recomendo a todos que atuam na área”, avalia Rogério Ueda da Cruz, estudante de tecnologia em gestão de segurança privada e vspp.





Antiterrorismo


​De segunda a quarta-feira, foi ministrado o Curso Internacional Antiterrorismo, na sala de eventos do Alji Hotel, em Indaiatuba. Certificado pela IST-Academy, trata-se do mais abrangente treinamento do tema disponível na Europa no presente momento. O curso discutiu a conscientização do combate ao crime organizado, as operações dos grupos criminosos e terroristas, a tomada de reféns e a sobrevivência, o uso criminoso de armas de alta letalidade, a ameaça do atirador ativo e a ameaça interna, entre outros briefings.


“O curso apresenta um rico material, atualizado e com diversos estudos de casos mundo à fora, que são apresentados e colocados à disposição para que possamos discutir metodologicamente o que verdadeiramente funcionou e o que não funcionou, e assim, adaptar para nossa realidade, dessa forma, passamos a ter uma visão e uma expertise muito além do comum. A experiência prática que o Michael compartilha com relação as operações de extremo risco que ele participou, ajuda a aumentar nossa percepção de atuação em caso de uma situação de crise”, observa Alex Andreoli Dantas, sargento da PM e CEO da ATIC (Academia de Táticas Intelectuais de Combate), de Indaiatuba.


Para ele, a oportunidade primeiro gerou um momento de introspecção; depois, reflexão. “Acredito e aposto fielmente na qualidade técnica de nossas unidades de polícia especiais, entretanto a grande questão é que os primeiros profissionais a terem contatos com ações de crises raramente serão os profissionais das unidades especiais, mas sim, os profissionais de polícia e os das Guardas Municipais, que estão na linha de frente 24 horas por dia, sem esquecer dos agentes de segurança privada, e nem sempre esses profissionais estão preparados para tomada de decisão relacionada ao antiterrorismo ou na gestão das consequências, pois não faz parte de nossa cultura atual”, pontua. ”Com o curso, pude ver com muito mais clareza o quanto as empresas de segurança privada são importantes e fortalecem nossas defesas se trabalharmos juntos unindo conhecimento, tecnologia, treinamento e informações, com a finalidade de se fortalecer e se preparar em caso de problemas”, conclui.


Para Michael, ainda que as situações vividas pelo Brasil sejam distintas, a linguagem e função da segurança é universal, sendo que o protocolo e sistemática de abordagem exigidos pela segurança transcendem as questões geográficas, políticas e religiosas. Assim, é de responsabilidade das autoridades munir suas equipes com conhecimento, mantendo-as preparadas para o desconhecido. “O interesse do setor de segurança em todos os níveis - governamental, militar e setor privado – foi fenomenal. Mediante tamanho entusiasmo, a aplicação de alguns protocolos internacionais trarão grandes benefícios aos profissionais e seus planos estratégicos”, avalia Michael. “Mas, para que isso aconteça efetivamente, é necessário o interesse e investimento das autoridades responsáveis. Na Europa, por exemplo, o governo investe no profissional para que ele possa se munir de conhecimento”, finaliza.


Veja fotos do evento AQUI.

info@ativar360.com | (19)99175-3327 (whatsapp)

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS >

  • Instagram - Cinza Círculo
  • Facebook - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza

© 2018 por ATIVAR360. Criado por Mídia.Crawl .